Perguntas Frequentes

Estas são as perguntas e respostas para a categoria Consultoria.
 

Qual o email de contacto ?
Estou desempregada e tenho uma ideia de negócio que gostaria de pôr em prática, mas não sei por onde devo começar. O que devo fazer?
Vou iniciar um negócio e gostaria de saber se existem alguns Apoios Financeiros a que eu possa recorrer?
Tenho uma empresa que constitui há pouco tempo, e gostaria de saber que fundos de apoio é que existem?
Pretendo iniciar um negócio que gostaria de pôr em prática, mas não sei se o devo fazer em nome individual ou se devo constituir uma sociedade. Qual a melhor solução?
Iniciando o negócio em nome individual ou em nome de sociedade, qual o melhor enquadramento fiscal em sede de IVA, IRS ou IRC?
 
 
Qual o email de contacto ?

[email protected]
 
 
Estou desempregada e tenho uma ideia de negócio que gostaria de pôr em prática, mas não sei por onde devo começar. O que devo fazer?

A constituição de um negócio é hoje uma alternativa para a criação do seu próprio emprego. No entanto a especificidade técnica da criação de uma empresa ou de outra alternativa fiscal pode ter consequências que necessitam de ser avaliadas. Porque cada negócio e cada pessoa á um caso, aconselhamos a contactar um t?cnico especializado que possa dar uma orientação específica. Poderá utilizar os nossos serviços do Gabinete Económico que a ajudarão nomeadamente a definir algumas premissas iniciais: - Avaliação da viabilidade do negócio - Medição do risco e dos capitais necessários á implementação - Análise da possibilidade de recorrer a Fundos de Apoio - Enquadramento Fiscal do início de actividade.
 
 
Vou iniciar um negócio e gostaria de saber se existem alguns Apoios Financeiros a que eu possa recorrer?

Existem alguns apoios para Micro e Pequenas Empresas, nomeadamente o SIPIE, que poderá consultar no site do IAPMEI. Existem também alguns fundos de apoio para desempregados que pretendam criar o seu próprio posto de trabalho, gerido pelo IEFP, nomeadamente as ILE/CPE e APE, podendo obter informações no seu Centro de Emprego, ou através do nosso Gabinete Económico.
 
 
Tenho uma empresa que constitui há pouco tempo, e gostaria de saber que fundos de apoio é que existem?

De uma maneira geral, todos os programas existentes de apoio ao investimento pressupõe que os investimentos sejam realizados após a entrega das candidaturas. Assim, no caso em que ainda necessite de fazer investimentos, á possível enquadrá-los nos programas existentes. Por outro lado e se vai criar novos postos de trabalho, poderá também obter alguns apoios financeiros, desde que os contratos de trabalho que vem estabelecer sejam contratos de trabalho sem termo e os trabalhadores sejam, 1ºs empregos, desempregados de longa duração, ou desempregados com mais de 45 anos.
 
 
Pretendo iniciar um negócio que gostaria de pôr em prática, mas não sei se o devo fazer em nome individual ou se devo constituir uma sociedade. Qual a melhor solução?

De facto, será necessório caracterizar correctamente o neg?cio a iniciar, verificando a sua dimensão e condicionantes, por exemplo:

- Qual a área do negócio?
- Qual a duração estimada do negócio?
- Qual o volume de negócio?
- Qual a região geográfica em que vai ser implementado?
 
 
Iniciando o negócio em nome individual ou em nome de sociedade, qual o melhor enquadramento fiscal em sede de IVA, IRS ou IRC?

Após análise do negócio e da forma jurídica adoptada, haverá que decidir qual o melhor enquadramento fiscal em termos de IVA, IRS e IRC.
De facto, existem 2 regimes de tributação possíveis, a saber:

1.Regimes Geral de Determinação do Lucro Tributável;
2.Regime Simplificado de Tributação

O regime geral é aquele em que o imposto a pagar será obtido a partir dos resultados obtidos contabilisticamente. Obriga á existência de Técnico Oficial de Contas. Em caso de sociedades, o regime simplificado obriga igualmente a ter contabilidade organizada, elaborada por TOC, mas, é aquele em que a matéria colectável à determinada pela aplicação de coeficientes previamente definidos pela Administração Fiscal, ao volume anual de negócios, sendo que o imposto a pagar será apurado pela multiplicação da taxa do imposto pela matéria colectável apurada.
Pelo que se conclui ser determinante o conhecimento do negócio, seu volume, em áreas e forma adoptada, para se decidir qual o caminho a seguir.

(Dr. Filipe Soares Franco)
 

  « anterior